21 de janeiro de 2013

Mystara #13 - O Reino de Ostland



Olá 1d4-2 aventureiros que leem o blog! Hoje é dia de Mystara (alriiight!)!

Por mais que eu atualmente esteja jogando Tormenta, jamais abandonarei meu querido cenário de campanha. Hoje, trago para vocês o Reino de Ostland, o reino "irmão" de Vestland, já publicado por aqui. A boa notícia é que agora faltam poucos reinos a serem descritos, e eu poderei focar nas Raças do mundo, para enfim, talvez, fazer um netbook para o Old Dragon, isso se eu tiver ajuda de alguem para a parte das regras =)

No mais, é isso ae!

See Ya!

O Reino de Ostland


Geografia


O Reino de Ostland é formado por duas ilhas razoavelmente férteis e populosas, bem próximas à costa de Vestland, Noslo e Kalslo. Duas ilhas menores, Osterslo e Kunslo comportam o resto da população do reino, entretanto, algumas pessoas dizem que elas não passam de pedras muito grandes. O clima é suave durante as estações mais quentes, porém, severo e tempestuoso durante o inverno. De qualquer forma, os peixes são muito abundantes em toda a costa de Ostland, o que facilita bastante a atividade de pesca. Há também terras suficientes para que o gado possa pastar e para que os habitantes possam praticar a pecuária.

As duas maiores ilhas são politicamente divididas em lotes que são dominados por vários clãs. Algumas cidades, inclusive, foram criadas e se desenvolveram a partir de casas dos clãs maiores, servindo inicialmente como lar para a realeza ou exércitos e marinha, atualmente estas cidades abrigam também a população comum.

Toda a terra do reino é completamente colonizada, e quase não há perigos naturais, excetuando algumas tempestades. Não há monstros nem outros predadores inteligentes. Os únicos perigos reais são Piratas e os Bandoleiros nas estradas entre as cidades.

História

Ostland carrega uma história repleta de pirataria e ataques criminosos. Foi o primeiro reino dos homens do Norte e, a partir dele, Vestland e Soderfjord foram colonizados. Cnute do clã Zealand fundou o reino por volta do século V A.C. Seus filhos colonizaram todas as terras próximas e começaram a expandir o reino de tal forma que as terras de Ostland chegaram a abranger todas as suas terras atuais mais aquelas pertencentes ao reino de Vestland.

Entretanto, só foi necessário apenas um século para que os descendentes de Cnute que residiam em Vestland se rebelassem e ganhassem sua independência dos colonizadores Ostlandianos. Os reis de Ostland concentraram então as suas ações nas terras do Sul, abordando a costa de Soderfjord e as colônias de Alphatia e Nithia.

Quando o Condado de Soderfjord criou a Liga Nordhantar, há cerca de 50 anos, e se aliou a Ylaruam e Vestland para desencorajar as investidas de Osland, os colonizadores responderam se aliando ao império Thyatis. Essa aliança ainda dura até hoje e, no período atual, os Ostlandianos estão associados aos Thyatianos em um esforço para conquistar e colonizar a Ilha do Amanhecer (Isle of Dawn). Três colônias de homens do Norte já se estabeleceram na costa da grande ilha.

O Povo

Os Ostlandianos representam o estereótipo dos guerreiros do Norte, praticando pirataria como principal meio de vida e medindo o valor das outras pessoas através de sua força e habilidades de luta, além da força do seu clã. Eles são um povo que domina a feitiçaria, mas sentem um pouco de desprezo por todo tipo de estudo, o que inclui também a magia arcana tradicional (quando não a temem por algum motivo). Os Escaldos (um tipo específico e escandinavo de bardo ou poeta) são os únicos estudiosos nativos do reino, e normalmente, eles também são guerreiros, aventureiros e/ou guardiões das tradições e canções a respeito dos herois antigos. O roubo não é praticado nem bem-vindo no reino, apenas porque os Ostlandianos acreditam que tomar algo de alguem utilizando astúcia ou malícia é muito desonroso, ao contrário de tomar algo à força, por exemplo.

Existem três classes sociais em Ostland: Jarls, Karls e Thralls. Os Jarls (ou condes) são os líderes de clã. O poder deles é absoluto. Até mesmo o rei deve impor suas vontades através da força para que suas tropas possam cobrar impostos ou atravessar as terras de um Jarl. Os Karl são os homens lives (enquanto eles não se opuserem, de alguma forma, aos Jarls). Não é permitido quem um karl acumule muita riqueza, principalmente porque os Jarls recebem a porcentagem quase que total das pilhagens obtidas nos ataques. Isso também contribui para que quase não exista comércio em Ostland. Thralls são os escravos, normalmente prisioneiros de guerra ou descendentes de outros Thralls ou ainda Karls que perderam a utilidade para os seus Jarls.

Clérigos, ou godar, são respeitados, porém, somente aqueles que seguem a Thor e Odin possuem algum tipo de poder dentro da sociedade. Os godar de Thor são em sua maioria guerreiros Berserker, extremamente inclinados à violência e mostrando pouquíssimo interesse em buscas eruditas, enquanto os clérigos de Odin, também conhecidos como Corvos de Odin, são as verdadeiras mentes pensantes dentro da sociedade de Ostland, atuando normalmente como conselheiros dos Jarls. O sumo-sacerdote de Odin, chamado de Asgrim, o curvado, é o principal conselheiro do rei Hord Dark-Eye.

Governo e Religião

O clã Cnute, sob a liderança do rei Hord Dark-Eye controla com mão de ferro todos os outros clãs de Ostland. O rei sempre seleciona os melhores guerreiros de cada clã para integrar a sua Guarda Real, o que ajuda a manter o seu clã cada vez mais poderoso enquanto enfraquece os outros menores. A oposição mais firme ao clã Cnute vem do clã Kalslo, que ocasionalmente se rebela contra o poder dos reis.

Há ainda uma rivalidade religiosa entre os membros do clã Kalslo, que apoiam as crenças em Frey e Freyja, e os membros do clã Noslo, que apoiam  as crenças em Odin e Thor. Além disso, os Oslandianos são conhecidos por seu comportamento não conformista, o que contribui para que eles estejam sempre querendo conquistar algo ou pilhar alguma terra ou navio.

O único lugar no reino onde os estrangeiros são bem-vindos fica nas terras de Ostmanland, e é também o único lugar em todo o reino onde é possível encontrar um mago. Por outro lado, a cidade de Ostmanhaven tem a maior quantidade de piratas e assassinos de todos os portos das terras do Norte.

Outros Reinos de Mystara

  1. Gran Ducado de Karameikos
  2. Atruaghin Clans
  3. Principado de Glantri
  4. Emirados de Ylaruan
  5. O Império de Thyatis
  6. O Império de Alphatia
  7. Reino de Vestland
  8. Reino de Ierendi
  9. República de Darokin
  10. Reino Élfico de Alfheim
  11. Reino de Rockhome
  12. Os Cinco Condados
  13. O Reino de Osland

3 comentários:

Everson Alves disse...

Muito show, continua assim!
Bom trabalho!

Guardião disse...

Alguma intenção de terminar a série de posts?

Careca disse...

Vai sair cara! Falta pouco! =D