6 de novembro de 2008

Mini Cenários #1 - Dragon Quest - Dai no Daibouken


Olá pessoal! Estou tentando fazer com que este velho e parado blog não morra. Tentarei fazer pelo menos 1 post por semana com pelo menos algumas palavras minhas sobre experiências RPGísticas. Pois bem, vamos aos trabalhos!

Estava aqui em casa, sem mta coisa pra fazer em uma véspera de semana de provas( T.T ) e pensei em postar mais um review, afinal, este é um blog cujo objetivo inicial era fazer reviews de livros e aventuras prontas de RPG. Mudei de idéia. Muitas vezes converso com minha amada Mizita e ela tenta me estimular a produzir material escrito. Ela diz que tenho muita criatividade e que preciso exercitar. Não sei se é algum problema de modéstia excessiva ou falta de confiança, o fato é que nunca gosto do que escrevo, por isso, peço opiniões. Sempre acho que estou fazendo um grande clichê ou algo totalmente sem noção.

Foi aí que mandei tudo isso pro inferno e decidi escrever idéias absurdas aqui neste blog em forma de mini cenários que, se em um futuro longínquo eu decidir desenvolver, estarão resumidos em algum lugar. Vou tentar postar assim que minha criatividade colaborar comigo.

Pra começar, vou usar um cenário que me inspirou em muitas brincadeiras durante a infância(e também em muitas aventuras), que é inspirado em Dragon Quest - Dai no Daibouken, ou simplesmente Fly - O pequeno guerreiro.

Eu peguei algumas idéias do anime e tentei usar com alguma liberdade criativa(entenda como "mudar coisas que eu não gostava) em aventuras antigas de D&D(no tempo em que personagens de aventuras minhas toravam cabeças de dragão no segundo nível). A primeira experiência não deu certo, porém, agora com um pouco mais de maturidade eu acho que dá pra fazer algo mais legal. Então... Vamos começar!

------------------------------------------------------------------------------------------------------



História

A história do cenário começa quando o reino de terror do Grande Rei Demônio Hadler acabou. O grande herói espadachim conhecido como Avan, acompanhado por seus amigos Loca (um outro poderoso guerreiro), Leyra (uma clériga especializada em magias de cura) e Matoriv (um mago cuja especialidade eram magias de fogo) derrotou Hadler em uma grande batalha conhecida como "A Batalha dos Reis". Até que a paz reinou sobre os reinos durante aproximadamente dez anos.

Após a derrota do Rei Demônio, todos os monstros ficaram livres da força conhecida como "Evil Will", que é responsável por tornar boas criaturas em máquinas assassinas. Isto não fez com que a apreensão das pessoas ficasse menor diante daquelas criaturas que um dia foram ameaças mortais. Então, o grande herói Avan reuniu todos os monstros bondosos e levou-os a uma ilha que foi batizada de Ilha Demlin.

Brass, um velho monstro com alguma inteligência, foi incumbido pessoalmente por Avan a vigiar a ilha e protegê-la de todo o mal. O grande herói passou 1 ano ensinando a Brass várias técnicas de espada e magia para que pudesse exercer sua função com sucesso.

Dez anos então se passam e mais uma vez o mundo se depara com a ameaça de Hadler. O Lorde Demônio conhecido como Vearn usou poderes mágicos e ressuscitou seu Rei. Porém, desta vez, o corpo de Hadler estava muito mais poderoso, além de poder ser revivido indefinidamente por Vearn, graças à sua magia demoníaca.

Mais uma vez, então, o Rei Demônio ameaça a terra, liderando seus muitos exércitos por todo o mundo e acabando com a tão apreciada paz.

Personalidades Importantes


Hadlar - É o Rei Demônio que ameaça a paz no mundo. Foi revivido por um de seus comparsas, Vearn, e desta vez está mais poderoso e praticamente imortal. Pretende usar seu novo poder para se vingar de Avan e instaurar novamente o seu reino de maldade sobre o mundo.

Habita o local conhecido como Continente da Morte e possui uma grande armada pessoal de demônios muito poderosos. Depois de ter sido revivido por Vearn, está reunindo novamente seus generais para obter o controle do mundo.

Avan - É o grande herói que salvou o mundo uma vez. Seu nome completo é Avan de Ziniur III e tem atualmente 41 anos de idade. É um grande mestre espadachim e conhece diversas técnicas e mágicas que utilizou para destruir o Rei Demônio. Teve alguns discípulos durante sua vida, dentre os quais, destacaram-se o jovem Dai, o mago Pop, a garota Maam e o príncipe de Holkia conhecido como Hyunckel.

Vearn - É o general do Exército das Sombras. Estima-se que é a criatura mais antiga de todo o Planeta. Possui grandes poderes mágicos e seus planos são desconhecidos até mesmo pelo Rei Demônio.

Exércitos do Mal

A - Exército das Cem Bestas - Animais, Plantas, Insetos Gigantes, etc - Liderados pelo Homem-Fera conhecido como Crocodini. Ameaça o reino de Lomoss com diversos ataques de feras malígnas.

B - Exército das Sombras - Guerreiros Undead, Aparições, Sombras e Fantasmas - Liderados por Vearn, tenta obter o controle de um terço do continente de Kildmein.

C - Exército dos Feiticeiros - Druidas, Magos Malignos, Feiticeiros Malignos e Spellcasters em Geral - Divide com Vearn e Balan o continente de Kildmein. Ataca os dois reinos mais fracos do continente: Teran e Bengaana. É liderado por Saboella, um velho feiticeiro que vendeu sua alma ao Rei demônio em troca de poder mágico; ainda assim é o mais fraco dos generais.

D - Exército dos Mortos-Vivos - Esqueletos, Zumbis e Mortos-Vivos em geral - É liderado pelo antigo aprendiz de Avan conhecido como Hyunckel. Ao completar 16 anos, o príncipe de Holkia foi sequestrado por Vearn e sofreu uma lavagem cerebral. Sobre o comando do Exército dos Mortos-Vivos, destruiu o reino de Papnika. A então princesa conhecida como Leona foi dada como desaparecida desde o ataque.

E - Exército dos Super Dragões - Dragões Cromáticos, Criaturas Dracônicas e Magos Dracônicos - Durante a época de Paz, o reino de Lingaia foi conhecido como "Reino Fortaleza". Porém, quando enfrentou o exército mais poderoso de Hadler, caiu em apenas uma semana. Seu líder é Balan, um meio-dragão com grandes poderes demoníacos obtidos por meio de Hadler.

Balan nem sempre foi maligno. Sua esposa e seu filho foram mortos por um ser misterioso e, tomado pela fúria, jurou lealdade ao Rei Demônio em troca de poder. O que Balan não sabe é que o ser que matou sua mulher e filho foi o próprio Hadler.

F - Exército dos Demônios de Fogo e Gelo - Salamandras, Mephits e criaturas temáticas de fogo e gelo (doh) - Liderados pelo demônio conhecido como Flazzard (Pronuncia-se Fleizarde). Foi criado através de uma Magia Proibida usada por Hadler. Assim como seu nome (Flame + Blizzard) seu corpo é a fusão de Fogo e Gelo. Controla grandes poderes elementais de fogo e gelo e se importa apenas com a glória e a vitória nas batalhas.

Provavelmente este comportamento é causado pelo fato de Flazzard ter sido criado a partir de mágica, e não ter nascido como qualquer outro ser vivo. Graças a seu temperamento, ele não mede esforços para chegar ao seu objetivo (a vitória), sem se importar com lutas limpas ou métodos lícitos.

Considerações Finais


O cenário segue o velho estilo Senhor dos Anéis, onde o mal impera sobre todos e os heróis são apenas uma ponta de esperança. Não é um cenário de fantasia medieval comum. As raças inteligentes são os Humanos e os Demônios, que não são necessariamente malignos.

Os humanos não são tão oprimidos quanto se esperaria em um cenário onde o mal impera. Os reinos possuem grandes e poderosos exércitos que conseguem fazer frente a algumas armadas demoníacas.

A profissão de "Herói Aventureiro" é algo muito valorizada entre todos os povos. Um Herói normalmente é condecorado pelo reino com tesouro e uma grande festa depois de um ato de bravura. O único porém é que os Heróis costumam ser mortos primeiro pelos exércitos malignos, tendo suas cabeças penduradas em estandartes grotescos para que sirvam como exemplo.

Enfim, este é um cenário que eu mestrava há muito tempo (eu tinha entre 10 e 12 anos, portanto, dêem um desconto), quando comecei a jogar RPG. Se alguém gostar de alguma coisa, comenta aí. Dêem sujestões e idéias. Quem sabe não podemos transformá-lo em algo legal de se jogar.


Por hoje é só pessoal!

See ya o/

6 comentários:

Meu Nome É Tonho disse...

Crocodini do exército das cem bestas?

Tu só curte cenários "clássicos" mesmo né, com trama de reis malignos que vão e voltam!

Mi disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mi disse...

=X Gostei muito desse banner!
Seus textos me dão vontade de desenhar, isso é bom! =X Sobre o que Lucas falou, acho que se tu colocasse mais detalhes na história faria o diferencial...pra mim ela é o clássico que é legal de se ler/desenhar (raramente jogo, por isso nem digo nada XD).
Eu te amo muito, meu Danzito ^^

Allefcapt disse...

VIm, vi e gostei. Parabéns.
Allefcapt

guerrasdraconicas disse...

Muito legal o resumo sobre o cenário. Existem outras coisas que acho esse cenario bem legal, como a lenda do guerreiro dragão, a origem de três grande grupos de seres que guerreavam entre sim (Humanos, Dragões, Espiritos-acho), e para acabar a guerra criaram uma aliança formada por um ser com o sangue das 3 familias! pelo menos são esses os detalhes adicionais que eu lembro :)

Lucas Borges de Almeida disse...

Só vi a matéria hoje... :P IHUIAIAHUIAHUIHUIAUIHAU
Dica de amigo: detalha o cenário, aproveita o 3D&T Alpha (que tem bem mais opções que o antigo); tem muita coisa show de bola para desenvolver!