7 de fevereiro de 2009

Sidequest #24 - 5 coisas que afastam mulheres do RPG


Olá pessoas, isso começou como um Meme que vi em outro blog, mas gostaria de transformá-lo em um mini artigo.

1 - Falta de outras meninas - Bem, foi dito em outros lugares que grupos compostos totalmente por mulheres realmente existem, mas eles são tão secretos que nem elas mesmas dizem onde se encontram ou o que jogam. Algo que percebi é que a maioria das meninas tem problemas em jogar em mesas compostas só por homens. Também pudera, qualquer homem ficaria deslocado em uma roda de mulheres, mesmo que elas estivessem conversando sobre futebol. Com as meninas é a mesma coisa, a maioria delas precisa de uma compania feminina para se sentir mais à vontade com um monte de macho cercando.

2 - Falta de Interesse - É fato que homens e mulheres possuem pontos de vista totalmente opostos sobre um mesmo assunto. É aceito como uma convenção geral que homens são mais racionais e mulheres são mais emotivas. Logo, o foco das aventuras de um narrador homem QUASE NUNCA será o que uma garota procura. Como minha namorada Mi costuma dizer, homens gostam de porradas e mulheres de histórias. Não que mulheres também não apreciem uma boa peleja, a minha mesmo adora WWE, mas a maioria delas não se preocupa em salvar a princesa, e sim em como ela foi parar lá e o porquê, e quem sabe em retirá-la de lá conversando com o Dragão e não matando-o.

3 - Machismo - É triste mas é verdade. Até entre Nerds RPGistas são machistas. Ou vc conhece alguém que topou sem reclamar jogar com uma mulher narrando? Confesso que a primeira vez que vi uma dessas eu falei "Como assim ELA vai mestrar?" e concordo que não foi uma atitude mto elegante. Mulheres ODEIAM machismo, ou pelo menos acham extremamente deselegante. Tratar as mulheres como iguais em uma mesa de RPG é um ótimo começo para atrair mais delas. Isso também inclui o fato daqueles nerds sem namorada que ficam dando em cima de qualquer menina que demonstre ter interesses parecidos com os dele. É muito chato, as meninas estão lá para jogar e não para serem assediadas.

4 - Superproteção - É o contrário do quesito acima. Muitos mestres acham que simplesmente pelo fato de ser uma garota, a jogadora precisa ser tratada como uma princesa cheia de não-me-toques. Este é um pensamento errado, eu costumo dizer que em mesas de RPG, garotas são garotos legais de cabelo grande e com um jeito mais afeminado. É educado e legal de sua parte como narrador, tratá-la igual aos outros, matando-a quando for o caso, retirando seus itens e até mesmo usando seus kobolds para transformá-la em uma peneira com suas flechas. Não estou dizendo que as garotas merecem a morte de todos os seus personagens, e sim que elas não precisam de sua proteção como narrador assim como seus outros amigos barbados.

5 - Tarados - Nerds são tarados. Especialmente os que gostam de anime, pois são otakus e tarados. Isso incomoda QUALQUER moça que possa vir jogar em su mesa. E não falo de tarados no mundo real apenas, mas também no mundo de jogo. Até quando um garoto faz uma personagem menina, ele é assediado. Que dirá uma menina? Conheci uma menina que só jogava com Anões Bárbaros e Barbados por causa disso. E por sinal, garotas odeiam quando homens interpretam personagens femininas, pelo simples fato destas 'shemales' rumarem para um de dois caminhos: A mulher Macho ou a Puta.


Bem, espero que tenham gostado desta pequena discussão polêmica. Quem gostou, pode comentar. Seu comentário é o meu pagamento =D

See ya guys o/

2 comentários:

Mi disse...

XD lol!
Comigo acho que é pior ainda...sou uma pessoa muito tímida. =P Eu demoraria séculos pra me adaptar às pessoas do grupo, sendo meninas ou não. Mas é legal assistir, sério mesmo, é até inspirador. Você chega volta pra casa feliz quando vê uma história boa com uma interpretação envolvente.XD
Não sei mais o que dizer! Tudo o que eu disser você já vai saber mesmo. =*

JICA, JIJI, DIDI OU NIE... disse...

Parabéns pelo artigo. Uma vez tinha começado a jogar RPG mas por todos estes motivos listados acima acabei deixando embora muitos me pedissem para ficar. É impossível conseguir pensar em um ambiente desses...mas uma ves, parabéns!!!